Shoppings de Hong Kong mudam seus espaços para garantir boas vendas

Quem passeia por Hong Kong está percebendo que as compras e o público das lojas está mudando, assim como a forma que o espaço é divido nos shoppings. No Pacific Blue, a Burberry Group teve a sua loja reduzida e agora mais dois estabelecimentos estão no local, um estúdio de oiga e um bar de sucos. Uma loja Coach foi substituída por uma empresa de chá. A luxuosa Louis Vuitton abriu espaço para um bar e restaurante com um estilo do sul da Califórnia.

Hong Kong é uma cidade com um alto custo, os chineses que passeavam procurando pelos artigos de luxo das lojas Prada, Gucci e Tiffany, hoje estão viajando para outros lugares. Quem permanece comprando no local prefere não gastar tanto. Houve uma queda de 8,8% das visitas nacionais na região. Três quartos dos gastos com hospedagem são de origem chinesas. Os produtos que mais sofreram perda nas vendas foram os bens de luxo com uma venda equivalente a menos de um terço, considerando os maiores valores registrados em abril de 2013.

Atualmente os chineses estão preferindo comprar itens de luxo sem sair do país, com a internet ficou mais confortável ainda adquirir produtos à distância. Existe uma cautela maior no momento de comprar produtos fora do país, o que ocasiona uma mudança no mercado global dos bens de luxo de US$ 390 bilhões. Esse valor não é sentido em nenhuma outra região quanto nos shoppings de Hong Kong.

Com a redução do consumo, o mercado está atento e busca aplicar estratégias para continuar com um bom desempenho nas vendas. Swire Properties, proprietária do Pacific Place, fez uma atualização de seus inquilinos para se adaptar às mudanças de hábitos nos gastos dos consumidores e atrair novos visitantes. Somente nos últimos 18 meses a empresa fechou contrato com mais 30 inquilinos novos e duplicou a quantidade de pontos de alimentos e bebidas.

Para se recuperar no desempenho das vendas as empresas proprietárias estão usando seus recursos para disponibilizar novos espaços, mas caso o crescimento avance existe o risco de não haver tempo para acompanhá-lo, afirma Patrick Wong, analista de propriedade da Bloomberg Intelligence.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Produção industrial avançou em 10 dos 15 locais pesquisados pelo IBGE

Sim, a crise ainda persiste, perceptível muitas vezes, mas vêm surgindo notícias mais otimistas, que indicam uma recuperação da nossa economia, ainda que bem gradual, de forma bastante lenta. E essa afirmação pode ser provada, assim que constatamos os resultados da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física Regional, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, mas conhecido pela sigla “IBGE”, divulgou no dia 8 de novembro, um quarta-feira. É que houve uma expansão do setor industrial, durante o mês de setembro deste ano, 2017, em 10 do total de 15 locais que integram a referida pesquisa, quando comparado ao mesmo mês no ano passado, 2016. Já tratando-se da média nacional, destaca-se um crescimento de 2,6%, por parte do setor industrial, durante o período em questão.

Mas tratemos mais detalhadamente dos resultados estaduais, a começar pelos dois estados com os avanços tidos como “mais intensos”, no caso, o Pará, com seus 13,2%, e o Rio de Janeiro, com 11,3%, por sua vez. E vale lembrar, antes de continuar esse detalhamento por localidade, que os resultados positivos podem ser explicados por conta de uma impulsão que teria sido ocasionada por setores específicos. Em relação ao Pará, a impulsão, pelo o que se soube, ocorreu graças aos setores de indústrias extrativas, ou seja, de minérios de ferro em bruto ou beneficiados. No caso do Rio de Janeiro, já foi por “coque”, ou melhor, “produtos derivados do petróleo e biocombustíveis”. Para quem não sabe, trata-se do óleo diesel e dos óleos combustíveis, além, é claro, da gasolina automotiva, dos querosenes de aviação e óleos lubrificantes básicos, e sem contar também as naftas para petroquímica. Fora tudo isso, também incluímos o setor de veículos automotores, reboques e carrocerias, no caso dos automóveis e caminhões, em relação ao Rio de Janeiro ainda.

Avanços também foram encontrados em mais oito estados, por ordem decrescente das proporções: Paraná, com 8,9%; Goiás, com 7,3%; Amazonas, com 6,8%; São Paulo, com 5,0%; Bahia, com 4,7%; Mato Grosso, com 4,5%; Ceará, com 3,3%; e, por fim, Santa Catarina, com seus 2,4%. E assim, como foram, ao todo, 15 locais avaliados nessa pesquisa, podemos, de antemão, concluir que serão cinco os locais em situação negativa a destrincharmos. Mas quais foram esses?

Pois bem, o estado com maiores perdas foi o Rio Grande do Sul, chegando-se aos -5,0%, por conta de setores deficientes como o de celulose, papel e produtos de papel, além do setor de produtos alimentícios como um todo. Seguido por ele, está Pernambuco, com seus -4,1%, motivados por conta de um impacto também no setor de produtos alimentícios, além do setor de bebidas, a exemplo da aguardente e dos refrigerantes.

Fora os resultados negativos desses dois, a pesquisa também analisou mais três em situação de retrocesso, vale pontuar: Espírito Santo, com -2,7%; Região Nordeste, com -1,3%; e então Minas Gerais, quase neutra, com -0,8%.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Malas com destinos trocados foram investigadas no melhor aeroporto do mundo

De acordo com o ranking Skytrax, o aeroporto de Changi foi eleito o melhor do mundo durante os últimos cinco anos. A classificação é considerada uma das mais importantes do ramo. No entanto aquele ditado que diz “situações ruins acontecem até nas melhores famílias” é um fato, mas nesse caso ao invés de família seria aeroporto.

Um funcionário do aeroporto é acusado de trocar 286 etiquetas de bagagem e consecutivamente enviá-las para outros destinos. O motivo ainda não foi esclarecido por Tay Boon Ken, 63 anos, que compareceu para prestar um depoimento à Justiça. As trocas de etiquetas investigadas estavam acontecendo diariamente desde novembro do ano passado e fevereiro deste ano. Tay, demitido de seu trabalho, estava em uma empresa terceirizada que presta serviços para o aeroporto.

Somente em um dia 70 mil malas transportadas passam pelo aeroporto de Changi. No ano passado, o total de 59 milhões de passageiros voaram para 380 destinos.

Os passageiros que tiveram suas malas enviadas para lugares diferentes do destino esperado são clientes das companhias aéreas Singapore Airlines, Silkair e Lufthansa. As bagagens com o seu itinerário trocado tinham como destino final os aeroportos de Hong Kong, na China, Manila, nas Filipinas, Londres, na Inglaterra, Peth, na Austrália, entre outros.

Se o funcionário for condenado pela Justiça, deverá cumprir até um ano de prisão e pagar uma multa relativa aos 286 processos em que está respondendo. O julgamento desse caso terá sua retomada em outubro.

O porta-voz do aeroporto de Changi em uma declaração para a revista “Strait Times”, disse que o caso foi um incidente isolado que não ocasionou nenhum risco à segurança da aviação. A segurança do local foi reforçada com um controle maior ao acesso e ao monitoramento por câmeras de segurança da área de bagagem.

O aeroporto de Changi localizado em Cingapura no Sudeste Asiático, proporciona uma infraestrutura que faz quem passar pelo lugar não permanecer no tédio. Por ser um local que realiza conexões importantes entre Ásia, Oceania, Europa e América do Norte, o alto número de visitantes podem apreciar em seus corredores e terraços, áreas verdes, cinema, piscina, lagos com carpas e um jardim com mais de mil borboletas.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Reality A Fazenda – Nova Chance, uma nova proposta e os erros de sempre

O reality A Fazenda – Nova Chance tem mostrado que não basta inserir “celebridades” numa casa almejada por muitos dos telespectadores, e esperar que eles interajam, briguem, causem polêmicas, com o único intuito de atrair audiência e publicidade. Mais uma vez a fórmula de um reality ficou engessada, embora a ideia a inicial fosse interessante, a reunião de ex-participantes dos mais variados reality shows da TV brasileira.

O erro não se restringe somente ao casting, composto por sub-celebridades que na sua maioria não acrescentam em nada ao telespectador, mas também à produção do programa que sofreu uma diminuição severa no número de funcionários, o prêmio oferecido foi abaixado e a “fazenda”, que parece mais um sítio, sofreram reformulações severas, na tentativa de diminuir os custos, mas que certamente demonstram no vídeo suas fraquezas. Inclusive, o grande triunfo a derrocada do programa é o apresentador Roberto Justus que insiste em se lançar como apresentador, porque embora tenha apresentado um considerável número de programas nunca mostrou a que veio fazer na ancoragem de programas na televisão brasileira. De todo modo, seu único trabalho considerável foi o Aprendiz. Muitas pessoas se perguntam o porquê de Britto Junior ter sido retirado do comando do reality A Fazenda. Ele não chega aos pés de Pedro Bial, apresentador do Big Brother Brasil, porém está anos luz a frente de Roberto Justus.

O elenco de A Fazenda – Nova Chance sem dúvida é fraco, pois teima em inserir participantes que possuem uma grande rejeição do público e até mesmo a introdução de personagens que não faziam mais parte da memória dos telespectadores, como no caso de Monique Amim, ex-bbb que ficou reconhecida por ter sofrido um suposto estupro na edição global número 12. Uma grande falha do programa foi não ter colocado no corpo principal do programa o ex-polegar Rafael Ilha, já que a base genética de um reality show parece ser as intrigas e desavenças, então nada melhor do que um participante polêmico com uma ficha policial vasta e uma carreira que tinha tudo para dar certo, chegar ao fundo do poço.

 

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Uma pesquisa feita pela ONU revela as cidades que serão as mais populosas do mundo em 2030

A maior cidade do mundo é Tóquio, com atualmente cerca de quase 38 milhões de habitantes. Segundo levantamentos feitos pela ONU, ela permanecerá como a maior metrópole mundial até 2030, de acordo com o mais novo relatório divulgado pela organização, sobre o crescimento populacional urbano no mundo. Mesmo a capital japonesa apresentando limitações em suas extensões demográficas, e contando que ela ainda pode perder alguns milhares de habitantes nos próximos anos, a cidade de Tóquio ainda continuará sendo a maior metrópole do planeta.

De acordo com esse levantamento, a parcela de habitantes que moram em áreas urbanas atualmente, é de um em cada dois moradores. Mas em 2030, esse número passará a ser de dois em cada três habitantes. Isso quer dizer que a estimativa revela que em 2030, serão mais 2,5 bilhões de novos habitantes nas regiões urbanas que se juntarão com os atuais 3,9 bilhões de habitantes. O relatório ainda revelou que a migração será maior na China, na Índia e na Nigéria, onde a cidade de Lagos passará a fazer parte do ranking das dez cidades com as maiores populações do mundo.

Outras cidades que também devem fazer parte desta lista de cidades mais populosas, serão Dhaka, em Bangladesh e

Karachi, no Paquistão. Segundo a ONU, atualmente 90% da população que mora em áreas rurais do planeta, vivem no continente asiático e africano, fazendo deles os principais locais que poderão apresentar uma maior migração para as áreas urbanas. Esses dois continentes também possuem a menor população urbana do planeta, sendo que na Ásia o percentual chega a 48% e na África, cerca de 40% do seus habitantes moram em regiões urbanas.

Com as alterações nesse ranking até 2030, a cidade brasileira de São Paulo ficará fora dessa lista, assim como a cidade americana de Nova York e Osaka, no Japão. Outra grande cidade que permanecerá na lista, mais que irá descer do quarto lugar para o décimo, será a Cidade do México. Apesar dessas cidades apresentarem um crescimento no seu número de habitantes, o percentual de crescimento delas será muito menor do que o aumento populacional da Ásia e da África. A cidade indiana de  Nova Delhi,  por exemplo, apresentará um crescimento de onze milhões de habitantes até 2030, o que equivale ao número de habitantes da cidade de São Paulo, sendo incorporados aos atuais habitantes.

Posted in Postagens | Leave a comment

Renúncia em conselho do Bradesco faz com que Luiz Carlos Trabuco Cappi assuma novas funções

Após a renúncia do executivo Lázaro Brandão ao cargo na presidência do conselho do banco Bradesco, ele concedeu uma entrevista onde, dentre outras afirmações, ressaltou a importância de se perpetuar o modo como a instituição tem zelado pelo trabalho realizado. Além disso, ele disse que os processos de sucessão devem ocorrer de forma consciente, de maneira a se realizar uma renovação na empresa. Em face do acontecimento, Luiz Carlos Trabuco Cappi assumiu o posto do executivo, o que ocasionou a necessidade de se pensar em qual profissional será o seu sucessor na presidência da companhia.

Brandão ocupava tal posto desde a década de 1990, época em que o fundador do Bradesco, Amador Aguiar, exercia tal função. O executivo esclareceu que sua renúncia ocorreu em razão da instituição demandar por novas disposições de atuação. Apesar de ter renunciado ao cargo que será ocupado por Luiz Carlos Trabuco Cappi, ele alegou que não deixará de fazer parte do corpo de executivos da companhia, já que atuará como presidente do conselho das sociedades controladoras do organização.

Em relação aos avanços tecnológicos, o antecessor de Luiz Carlos Trabuco Cappi no conselho de administração enfatizou que o banco tem movido todos os seus esforços a fim de acompanhar as novidades dessa natureza. Brandão aproveitou para destacar que a compra de uma instituição financeira, apesar de dispendiosa, foi de grande valia para que a instituição se desenvolvesse no mercado.

Sobre a escolha do presidente da instituição, o executivo que renunciou disse que o profissional eleito será escolhido de forma natural, do mesmo modo como ocorreu em outras ocasiões de sucessão. Ele também explicou que até o mês de março de 2018 a questão será solucionada, uma vez que será realizada uma reunião onde os acionistas decidirão também sobre quem irá compor o conselho da organização.

Enquanto o banco não oficializa o nome do novo líder da presidência, os cargos de presidente executivo e do conselho ficarão sob a responsabilidade de Luiz Carlos Trabuco Cappi. Segundo Brandão, é necessário que a instituição tenha suas tarefas básicas efetuadas de maneira contínua, ainda que seja necessário que as lideranças sejam compostas por profissionais visionários.

O conselho de administração da companhia, no entanto, assim que Brandão resolveu renunciar ficou com defasagem de um membro. Há a expectativa do mercado, embora sem confirmação da instituição, que o número de membros seja aumentado assim que a situação de transição tenha se finalizado dentro da organização. O executivo apontou que, caso isso de fato aconteça, o novo componente também será alguém que já atue no Bradesco.

Assim como está acontecendo com o executivo Luiz Carlos Trabuco Cappi, outros executivos ao redor do mundo já acumularam várias funções além do cargo de presidente, proporcionando novos arranjos em seus quadros de gestão. Na instituição onde atua, entretanto, a situação possui caráter temporário, já que a sucessão à presidência obedece uma política interna aplicada desde a formação inicial do banco. Assim sendo, o nome do novo presidente é aguardado tanto pelos colaboradores da companhia quanto por agentes do mercado financeiro.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Enem 2017 ocorrerá em novembro

O Exame Nacional do Ensino Médio, prova de caráter nacional que tem crescido nos últimos anos, ocorrerá em novembro deste ano. A atual eleição do exame será realizada com uma novidade: ao invés de ser realizado em somente um final de semana, com a realização de provas no sábado e no domingo, será realizado em dois domingos consecutivos – 5 e 12 de novembro de 2017.

As áreas de conhecimento seguem as mesmas que tradicionalmente são utilizadas, e dividem-se em linguagens, ciências humanas e redação, no primeiro domingo (5), e matemática e ciências da natureza, no segundo (12).

Além desta, que é a principal novidade, houve certa reformulação nas provas, como a alteração da redação para o primeiro dia do exame, o fim da possibilidade de utilização do Enem como conclusão do Ensino Médio, a não mais divulgação dos resultados por escola e a personalização dos cadernos de prova com o nome e o número de inscrição do candidato que a está realizando.

Neste ano, o Enem teve 7,6 milhões de inscritos – o menor número desde 2013 e queda exponencial em relação ao ano passado, quando o exame teve mais de 9 milhões de inscritos. Tal modificação deve-se, em parte, às novidades trazidas pelo Ministério da Educação, como a não possibilidade de utilização do exame para a conclusão do Ensino Médio (agora, os interessados em um Ensino Médio mais curto devem realizar o Enccepa).

É recomendado aos candidatos que cheguem com uma hora de antecedência ao local de prova constante no sistema do Inep na internet – que pode ser consultado com o login e a senha do candidato. Os resultados do exame poderão ser acessados a partir do dia 19 de janeiro de 2018, e serão disponibilizados de forma total e separada, com a nota do candidato em cada área de conhecimento.

Mais informação acerca do Enem podem ser obtidos no site oficial do exame, clicando-se aqui.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Projeto experimental de Portugal inclui igualdade de gênero em escolas

Em Portugal, o começo do ano letivo que aconteceu no mês de setembro trouxe uma novidade para os estudantes de um total de 235 escolas da rede pública e privada do país. Um novo projeto chamado de Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular, foi implantado para as escolas cadastradas com o intuito de oferecer uma experiência diferenciada no currículo escolar incluindo a cidadania e o desenvolvimento dos jovens cidadãos. O projeto foi aprovado inclusive pelo Ministério da Educação do país, que visa uma mudança na forma como a sociedade vê a distinção de gênero.

Para o projeto-piloto, as autoridades de Portugal decidiram que irá implantar o novo sistema para estudantes de quatro faixas etárias. Os estudantes que já estão participando desse novo sistema estão matriculados para o ano letivo que corresponde de 2017 a 2018. Dentre os anos letivos escolhidos pelas autoridades estão o 1º, o 5º o 7º e o 10º ano, que corresponde ao ciclo de ensino básico e secundário de Portugal. Aqui no Brasil seria equivalente ao ensino fundamental e o médio. Por tratar-se de diferentes turmas e faixa etárias, as modalidades de ensino sobre cidadania e desenvolvimento serão realizadas de diferentes formas.

Atualmente, Portugal possui um total de 1,3 milhão de estudantes, sendo divididos em 4.314 escolas voltadas para o primeiro ciclo do ensino básico, 1.209 escolas voltadas para o segundo ciclo do ensino básico, 1486 escolas do terceiro ciclo do ensino básico e 963 escolas voltadas para o ensino secundário.

O governo de Portugal explicou que a mudança na grade escolar dos alunos tem como objetivo aumentar a liberdade que as escolas têm em ministrar as aulas durante o período letivo. Além disso, a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania, deverá ampliar o conceito de cidadania e desenvolvimento para os alunos ajudando em uma melhor compreensão dos direitos iguais.

O Ministério da Educação ainda explicou que o projeto foi desenvolvido para “que os estudantes desenvolvam e participem ativamente em projetos que promovam a construção de sociedades mais justas e inclusivas, no quadro da Democracia, do respeito pela diversidade e da defesa dos direitos humanos”.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Saiba mais sobre a restauração ecológica praticada pela empresa de Michel Terpins

O conhecido “Desafio de Bonn” é um pacto ecológico internacional, que foi idealizado em 2011 com a meta de conseguir restaurar até 150 milhões de hectares em áreas degradadas até 2020, e ainda mais 200 milhões de hectares até 2030. Nesse cenário, cada continente é responsável por fazer a sua parte, e no caso da América Latina e região caribenha, ficou definido que esses países devem recuperar pelo menos 20 milhões de hectares, para a qual foi implantada a Iniciativa 20×20.

No total, o planeta Terra tem cerca de dois bilhões de hectares de áreas degradadas, o que significa uma vasta opção de áreas prontas para serem restauradas. Segundo Michel Terpins e Rodrigo Terpins, ambos sócios da empresa com foco em reflorestamento, Floresvale, apesar de não se falar muito sobre isso, essa atividade, além de ecologicamente responsável, também pode se tornar lucrativa.

Bethanie Walder, diretora executiva da Society for Ecological Restoration, reafirma que investir na restauração do meio ambiente é uma iniciativa que ajuda a natureza e ainda é vantajosa em termos econômicos. Inclusive, de acordo com estimativas feitas pelo World Resources Institute (WRI), calcula-se que cerca de US$ 1,15 bilhão já tenham sido gastos com a Iniciativa 20×20, e esse investimento pode gerar até US$ 23 bilhões em dividendos pelos próximos 50 anos, informa Michel Terpins.

Em relação ao “Desafio de Bonn” e a Iniciativa 20×20, o país se comprometeu a restaurar, reflorestar e trabalhar pela regeneração de forma natural em mais de 12 milhões de hectares de áreas degradadas até 2030. Desse modo, o Brasil conseguirá seguir sua meta segundo o que foi estabelecido no Acordo do Clima de Paris, um dos acordos de cunho ecológico e ambientalista mais importantes da história.

O maior intuito do Acordo do Clima de Paris é diminuir a quantidade de gases poluentes que são emitidos anualmente na atmosfera, prática essa que é a grande responsável por todas as mudanças climáticas que estão ocorrendo ao redor do mundo, reporta Michel Terpins. Portanto, realizar a recuperação de áreas degradadas, é essencial para a saúde do meio ambiente e também um passo fundamental para a diminuição das mudanças no clima do planeta.

Mesmo sendo muito importante, ainda é pequena a conscientização das pessoas acerca da restauração ecológica. Segundo a Sociedade para a Restauração Ecológica, essa prática nada mais é do que o processo de auxílio à recuperação de ecossistemas destruídos, informa Michel Terpins. De modo resumido, essa atividade é a chave para que a perda da biodiversidade no mundo pare de avançar, o que a torna essencial para a preservação da vida animal e humana no mundo.

A companhia Floresvale Reflorestamento foi fundada em 2009, agindo a partir de então no manejo das florestas de eucalipto que existem no Vale do Paraíba, ou seja, nos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e São Paulo. A empresa dos sócios Michel Terpins e Rodrigo Terpins é vista nos dias de hoje como a principal a atuar com madeira sólida de eucalipto no Vale, tudo isso utilizando o reflorestamento como método de trabalho, o qual tem fornecido empregos e acelerado a economia da região.

 

Posted in Postagens | Leave a comment

Depois do acordo entre o governo e as Farc o rio de cinco cores da Colômbia passou a receber mais visitantes

Image result for Caño Cristales

As águas do rio Caño Cristales são cristalinas, e mostram o seu leito como se fosse um tapete de cores amarelas, azuis, violetas, cor-de-rosa e vermelhas, que ficam mais fortes com o sol. De acordo com pesquisadores, as algas que existem nele somente são encontradas nessa região do mundo, sendo elas que ocasionam essas cores. Essas diversas cores podem ser apreciadas entre os meses de maio e novembro, período em que as chuvas são mais frequentes.

Após diversos anos sem receber turistas, o Caño Cristales, também chamado de “rio de cinco cores”, passou a ter mais visitações depois de muito tempo de lutas dentro do território colombiano. Esse rio está localizado na cidade de

La Macarena, onde suas águas coloridas passam no sul da Colômbia, e que durante muitos anos serviu de reduto para os militares das Farc e que atualmente, passou a ser um partido político colombiano.

A região por onde o rio passava integrava um território com mais de 42.000 km², que por diversos anos os integrantes das Farc eram os únicos que podiam ingressar nessa área, que era chamada de balneário das Farc. O ex-presidente da Colômbia, Andrés Pastrana, usou essa área na negociação de paz com as Farc, entre 1999 e 2010.

Essa região também foi chamada pelo atual presidente do país, Juan Manuel Santos, de “clube de campo de Mono Jojoy”, que era um perigoso líder guerrilheiro que mandava na região, e que foi morto em 2010 em uma ação militar.

Desde que essa região deixou de fazer parte das Farc, sendo formada por quatro cidades localizadas no centro-sul da Colômbia, a região passou a ser procurada para visitações. Depois que foi firmado  um acordo de paz no final de 2016,  o rio de cinco cores surgiu como uma das principais atrações do país.

Em 2010, foram apenas 1.500 turistas aventureiros que exploraram o local, mas em 2016 cerca de 15.000 visitantes conheceram a região desse rio. Mas essa libertação da área não foi benéfica somente para o setor turístico da região, os habitantes de La Macarena podem atualmente viver em paz, e deixar para trás as histórias violentas vividas por diversos anos, e colher os frutos que o setor turístico trará para o local.

 

Posted in Postagens | Leave a comment