ANP informa que preços da gasolina, diesel e etanol tiveram preço recorde

A Agência Nacional de Petróleo,Gás Natural e Biocombustíveis divulgou um levantamento em que afirma terem subido os preços da gasolina, do diesel e do etanol e que estes atingiram valores maiores do que o registrado em 2016. A agência monitora, semanalmente, os preços dos três combustíveis mais utilizados pelos brasileiros.

Foi constatado que o preço da gasolina, o combustível mais utilizado no país e o que mais pesa no bolso do consumidor comum, chegou a R$ 3,773. O percentual de aumento da semana foi de 0,29%, e o percentual acumulado do ano de 2017, em suas primeiras duas semanas, foi de 0,48%.

Anteriormente os técnicos do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ao divulgarem a inflação oficial do país em 2016, ressaltaram que a alta dos combustíveis deve pressionar a inflação do primeiro mês de 2017.

O percentual de aumento do diesel foi de 1,28%, e o preço deste combustível chegou ao valor de R$ 3,085.

O etanol subiu 1,75%, e seu preço estabilizou-se em R$ 2,19, sendo o mais barato dos três outros combustíveis. Segundo a ANP, o aumento da gasolina começou a tomar força a partir de dezembro de 2016, assim que a Petrobrás reajustou o preço da gasolina nas refinarias, elevando-o. No período de sete semanas, este combustível subiu 2,95%. Ao decorrer do ano de 2016, a gasolina ficou 3,3% abaixo da inflação oficial.

Em reuniões mensais, a diretoria da Petrobras define os preços da gasolina e do diesel nas refinarias, pondo em prática uma nova política de definição de preços. No dia 5 de janeiro, em que se reuniram pela última vez esse mês, a estatal elevou o preço do diesel e manteve o da gasolina; em dezembro de 2016, os preços dos dois combustíveis foi elevado.

Em quinze estados brasileiros o preço aumentou, em outros onze ele se manteve; essa discrepância acontece pois toda Unidade da Federação possui a liberdade para alterar ou não o preço dos combustíveis. Confira os preços da gasolina nos estados:

Acre: R$ 4,232

Alagoas: R$ 3,733

Amapá: R$ 3,759

Amazonas: R$ 3,991

Bahia: R$ 3,725

Ceará: R$ 3,97

Distrito Federal: R$ 3,701

Espírito Santo: R$ 3,772

Goiás: R$ 3,906

Maranhão: R$ 3,615

Mato Grosso: R$ 3,783

Mato Grosso do Sul: R$ 3,703

Minas Gerais: R$ 3,847

Pará: R$ 4,104

Paraíba: R$ 3,589

Paraná: R$ 3,679

Pernambuco: R$ 3,487

Piauí: R$ 3,658

Rio de Janeiro: R$ 4,077

Rio Grande do Norte: R$ 3,910

Rio Grande do Sul: R$ 3,906

Rondônia: R$ 4,002

Roraima: R$ 3,888

Santa Catarina: R$ 3,702

São Paulo: R$ 3,630

Sergipe: R$ 3,740

Tocantins: R$ 3,843

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.