Incêndios florestais varrem a Grécia e obrigam centenas a fugirem em busca de abrigo.

Essa semana a Grécia viveu um de seus piores momentos, em sua história milenar, incêndios florestais varreram o país deixando dezenas de mortos, feridos e desaparecidos.

Os incêndios se alastram rápido e de forma violenta por vários pontos do país o que levou, moradores a fugirem de casa, e interromperam serviços de transportes tanto terrestre, quanto aéreo.

As cenas vistas essa semana são chocantes, corpos não param de serem encontrados, não apenas pelas equipes de resgastes, mas até mesmo por profissionais da imprensa.

Cidades inteiras foram castigadas, e vilarejos simplesmente apagados pelo fogo, moradores perderam tudo e não sabem como vão recomeçar.

Jornalistas de diversos países relataram, ter vistos corpos de pessoas, muitas em suas casas, outros tentando fugir, em seus carros, dos principais focos para áreas mais seguras.

Há pedidos do governo para que as pessoas deixem suas casas e tentem achar um local seguro, mas em meio a esse caos a uma grande dificuldade em saber quais locais são seguros.

O forte calor é um dos motivos que levaram a esse desastre, o inverno seco e o verão extremamente quente contribuíram de forma decisiva para esse cenário, como vocês podem ver aqui https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/07/23/incendios-florestais-na-grecia-causam-morte-e-forcam-fuga-de-moradores.ghtml.

O hemisfério norte passa por uma grande onda de calor, até mesmo na Escandinávia próxima ao círculo polar ártico a registros de incêndios e temperaturas altas, beirando os 30 graus Celsius, algo incomum para a região em qualquer época do ano.

No Japão próximo organizador das olimpíadas as temperaturas estão chegando aos incríveis e perigosos 41 graus e deixando os organizadores do evento preocupados com 2020.

Na Grécia o governo, começou uma grande operação que conta com mais de 480 bombeiros e homens das forças armadas, mas as notícias não parecem ser animadoras, os números de mortos e desaparecidos continuam a subir.

Os bombeiros estão espalhados por diversas áreas do país, concentrados mais a nordeste e oeste onde os incêndios são mais violentos.

Há mais de uma década a Grécia não sofria com incêndios tão terríveis, os últimos de magnitude similar haviam sido registro em 2007, também depois de um período muito seco.

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.