Inep divulgou que 6% dos cursos tiveram conceito máximo no Enade de 2016

O Enade – Exame Nacional de Desempenho de Estudantes, revelou que apenas 6% dos cursos avaliados em 2016 obtiveram o conceito máximo na prova. Os dados foram divulgados no dia 1 de setembro deste ano pelo Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira.

Segundo a avaliação realizada pelo Enade, as instituições federais tiveram melhores desempenhos que as instituições da rede privada do país. Ao todo, as instituições federais que tiveram desempenho de conceito 4 somaram 43% e que tiveram conceito 5 somaram 16%. Já na rede privada, o percentual foi de 19% e de 3% para cada conceito respectivamente.

Nessa última edição do Enade, mais uma vez a USP – Universidade de São Paulo, não participou da avaliação. A única participação feita pela universidade aconteceu nos anos de 2013-2014 como um teste experimental. Como a adesão da universidade à avaliação é de caráter facultativo, a instituição não quis participar das demais edições do programa. A assessoria de imprensa da instituição revelou em nota que há divergências no método adotado pela universidade em avaliar os cursos, por isso não houve mais nenhuma participação no programa Enade.

A avaliação do Enade é feita a partir de provas dos alunos sobre os conteúdos específicos de cada curso. Sendo assim, a participação nessa prova é obrigatória a todos os estudantes das instituições que participam da avaliação, com penalidade de não receber o diploma no caso de descumprimento da prova.

No quesito bacharelado, o curso avaliado que apresentou o melhor desempenho foi o de medicina. Já o pior desempenho foi o de estudantes do curso de educação física.

Essa foi apenas a divulgação inicial dos índices que terão os dados completos e atualizados a partir do mês de novembro. Os outros índices que serão divulgados pelo governo são o IGC – Índice Geral de Cursos e o CPC – Conceito Preliminar do Curso.

Esses dois índices ainda estão sendo revisados, portanto estão em processo de conclusão. Eles irão avaliar não somente o desempenho dos alunos de cada curso, mas também o corpo docente da instituição, bem como a infraestrutura e alguns recursos didático-pedagógicos de cada instituição. Além disso, uma avaliação dos cursos de pós-graduação será realizada pelo Enade junto a Capes.

 

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.