Ministério da Saúde libera verba extra para combate à febre amarela

De acordo com notícia do site UOL, o Ministério da Saúde vai disponibilizar a antecipação de recursos para prevenção e vigilância para reforço na vacinação contra a febre amarela no Brasil. A ação é necessária em razão da atual epidemia da doença, a pior desde a década de 1970. Já somam 157 casos confirmados, além de 876 sendo investigados. No total, foram 57 mortes de febre amarela no país.

A fim de impedir o avanço da doença, foi liberada pela pasta verba aos municípios prioritários. Além disso, R$ 13,885 bilhões terão repasse para campanhas de vacinação em 256 municípios dos estados de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia e São Paulo. Recursos extras referentes a ações de vigilância em saúde também serão adiantados, em cerca de 40%. Tal verba normalmente é destinada às prefeituras no mês de abril, porém, em razão da epidemia, os R$ 26,3 milhões chegarão mais cedo este ano.

Há previsão para ressarcimento de despesas extras no tratamento de pacientes. Conforme o secretário de Atenção à Saúde, Francisco Figueiredo, o ministro da saúde fará o necessário para que hajam novos leitos e novos médicos sejam contratados.

Até o dia 3 de fevereiro, cerca de 1,2 milhão de doses haviam sido aplicadas nos municípios com maior índice da doença, um total de 185 cidades. Esse é o equivalente a 90% da área de cobertura.

O ministro Ricardo Barros afirma que possivelmente a febre amarela ainda fará vítimas, mas em menor velocidade que no mês anterior. Ricardo informa que a instituição se esforça para que não ocorra incidência da doença em centros urbanos.

Mais informações sobre a febre amarela

A vacina contra a febre amarela apresenta riscos de efeitos colaterais. Portanto, somente deve ser aplicadas em pessoas que sofrem risco de contaminação. Quem reside em regiões ainda não afetadas, mas pretendem viajar para um dos lugares com ocorrência pode se imunizar, como forma de prevenção.

Inicialmente, os sintomas apresentados por pacientes com a febre amarela são calafrios, febre, dor de cabeça, náusea, dor no corpo, fraqueza, fadiga e vômito. Tais sintomas podem desaparecer em até quatro dias, do contrário ou em situação agravante, é necessário comparecer a um hospital para constatação médica.

 

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.