Mullen Lowe, o marketing do Brasil influencia o mundo

José Henrique Borghi, mais conhecido como apenas José Borghi, seu nome hoje está inevitavelmente ligado a sua marca. Mas qual a história que uni Borghi à marca de renome “Mullen Lowe”?

Tendo iniciado sua carreira em 1989, Borghi passou por diversas empresas “de porte” como publicitário. Iniciando na Standart Ogilvy passou pela Talent (hoje Talent Marcel), DM9DDB, e Leo Burnett, onde foi presidente. Mas a grande mudança no mercado foi a parceria com a Erh Ray, quando formaram a agência “BorghiErh – inteligência criativa” no ano de 2002. Após mais quatro anos seus trabalhos já chamavam atenção de outras empresas quando se uniu ao grupo Lowe, tornando-se então a “Borghilowe” onde renderam mais cerca de 10 anos de trabalho.

Para os leigos no conhecimento das criações dessa caminhada de negócios podemos citar alguns trabalhos específicos que certamente permanecem na mente do brasileiro comum, embora nunca tenha sequer procurado saber quem foi seu autor. Não seria difícil então lembrar da campanha Mamíferos da Parmalat – clássico da carreira de Borghi – dentre outras publicidades como “É o amor” para a Sazón ou “Rever Conceitos” para as concessionárias Fiat.

Ainda podemos dizer que o ápice de sua realização foi relativamente recente, em maio de em 2015, quando encontraram o grupo Mullen US e anunciaram uma nova empresa de potencial extremamente relevante no mercado. O resultado dessa linhagem de experiências e fusões corporativas resultou no que temos hoje representando uma “potência brasileira” no marketing do cenário exterior, a “Mullen Lowe”.

A nova empresa então com nome de peso no ambiente brasileiro não reprimiu seu orgulho pelas premiações passadas, nem pelas novas conquistadas.

“Ela não quer ser a melhor no que ela faz, ela quer ser única no que ela faz” declarou Fábio Brigido – diretor de criação da Mullen Lowe Brasil, poucos meses após ser estabelecida. Com jargões do tipo “a mediocridade nos assusta” demonstram positividade no avanço da instituição.

A logomarca foi criada no Brasil, chama-se Chellenger Octopus, e bem aceita a ponto de incorporar todas as unidades no exterior, incluindo tokyo entre outras, agora simbolizadas por um polvo com luvas de boxe para representar a idéia de “Hyperbundled Company” termo que expressa uma empresa de extrema versatilidade com profissionais de diversos estilos e origens e ao mesmo tempo uma integração destes funcionarios em suas atividades. Com as luvas expressam levar seus trabalhos “como lutas a vencer” por seus clientes e ofensividade à concorrência.

Situada em São Paulo, no bairro Vila Olímpia, Mullen Lowe empreende novas estratégias não só na área publicitária como logística para um quadro financeiro saudável. Ao consumar a fusão fechou sua sede em Brasília porém manteve-se no Rio e São Paulo. Sua liderança tem como topo dois pilares: José Borghi, CEO da empresa e considerado um dos 20 publicitários mais influentes do Brasil pela revista GQ Brasil em 2015 e seu então companheiro de trabalho, o carioca André Gomes que também acumula mais de 20 anos em uma carreira de sucesso. Hoje a Mullen Lowe continua fazendo campanhas para empresas como Frisco, 3 Corações e Smart Fit, dentre outras poderosas no mercado.

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.