O sucesso de Viper e a experiência do heavy metal na bagagem de Cassio Audi

Poucos sabem, mas a história de sucesso de Cassio Audi começou nos palcos de heavy metal brasileiro dos anos 80 ao fazer parte da formação original da banda Viper, bem antes de se consolidar como executivo bem-sucedido no mundo empresarial. Começou a desenvolver suas habilidades artísticas ainda na adolescência, quando aprendeu a tocar bateria e passou a interessar-se pelas bandas de heavy metal.
A banda Viper foi criada na capital paulista em 1985. A formação original contava com André Matos (vocais), Pit Passarell (baixo), Yves Passarell (guitarra), Felipe Machado (guitarra) e Cassio Audi (bateria). No mesmo ano, os jovens lançaram suas primeiras músicas com as demos Projeto SP Metal e The Killera Sword.
Em seguida, lançou o álbum Soldiers of Sunrise em 1987. André Matos a frente dos vocais surpreendeu o público e a crítica com sua atuação. O disco tinha uma estética medieval e apresentava forte influência das bandas Iron Maden, Helloween e Judas Prices. Foi um grande sucesso no Brasil e abriu caminho para lançarem-se no cenário internacional.
O sucesso de Viper nos anos 80
A consagração nos palcos na Europa se deu com o álbum Theatre of Fate, de 1989. O Viper mesclou a estética do heavy metal com arranjos de clássicos da música erudita. Este trabalho representou uma virada musical do grupo, ao caminhar para uma linguagem melódica. A formação da banda sofreu alteração com a saída de Cassio Audi, cedendo lugar para Guilherme Martin na bateria.
A nova estética do Viper não agradou boa parte da banda, que pretendia um retorno à linguagem dos primeiros álbuns, mais ligada às raízes do heavy metal. Neste contexto, André Matos decidiu sair do grupo para dedicar-se a outros projetos. A partir de então, Pit Passarell assumiu os vocais e o grupo retomou o estilo dos primeiros discos.
Mudança na formação
Com Pit nos vocais, o Viper gravou o Evolution na Alemanha em 1992. O próximo lançamento foi Coma Rage de 1995, e em seguida, Tem pra todo mundo. Depois desses lançamentos a banda decidiu paralisar suas atividades pra retornar mais adiante em 2005, com o DVD Living for the nigth – 20 Years of Viper.
Afastado do Viper, Cassio Audi dedicou-se aos estudos ingressando na Pontifício Universidade Católica (PUC-SP), através da qual obteve o título de bacharel em administração de empresas em 1994. Já em 1999, prosseguindo seus estudos acadêmicos, conquistou seu MBA em finanças pela Universidade de São Paulo (USP). A essa altura, seus antigos colegas de heavy metal apresentavam-se nos palcos da Europa, exibindo-se na Alemanha, Áustria, Hungria, Croácia, Suíça, chegando até ao Japão.
Além de Cassio Audi, fizeram parte da história de sucesso da banda os músicos Yves Passarel (guitarra), Renato Graccia (bateria), Val Santos (guitarra), Ricardo Bocci (vocal) e Sérgio Falci (bateria). André Matos retornou ao vocal do Viper apenas em 2012, que seguiu com a formação de Pit Passarell (baixo e vocal), Felipe Machado (guitarra), Guilherme Martin (bateria) e Hugo Mariutti (guitarra).

 

 

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.