Pesquisa faz descobertas sobre a origem dos cães

Image result for origem de caes e gatos

Uma pesquisa foi noticiada pela revista Cell Report, mostrou um trabalho cujo intuito é mapear ainda mais a origem dos cães. Após estudar 1326 cachorros, de 161 raças diferentes, eles foram capazes de identificar quais raças os humanos usaram em cruzamentos, para as mais diversas finalidades.

Os cães são classificados em grupos, que levam em consideração a sua origem, funções e capacidades físicas especificas. Existia um entendimento que as raças pertencentes a cada grupo, estariam na mesma arvore genealógica. Uma descoberta interessante, é que mesmo integrantes do mesmo grupo, algumas raças podem ter origens diferentes.

Os cães americanos são originários de raças europeias e asiáticas, que chegaram a américa durante a colonização. Entretanto, existiu uma raça mais antiga no continente americano, que chegou acompanhando humanos que atravessaram o Estreito de Bering, milhares de anos antes de Colombo. Essa raça é chamada de “Cão do novo mundo”, e desapareceu quando os cachorros chegaram da Europa.

Cientistas dos Institutos Nacionais de Saúde dos EUA buscavam algum tipo de evidência sobre o parentesco das raças com os “Cães do novo mundo”. Ele concluíram que alguns grupos de raças dos cachorros americanos, de algum modo se afastaram das raças europeias. Dando mais atenção a essas raças, foi descoberto indícios que o cão pelado peruano e o pelado mexicano são descendentes dos primeiros cães que migraram para a América.

Origem dos cães

Os lobos são animais selvagens que normalmente alcançam o topo da cadeira alimentar em seus habitats. Existe um consenso que o cachorro possui descendência direta com o lobo. O ponto de dúvida está na transição, o momento que o lobo selvagem se aproximou do homem e “evoluiu”, se tornando domesticável.

Evidencias de fosseis sugerem que os cães foram domesticados a mais de 13 mil anos (existem pesquisas que datam a domesticação do cão na era glacial, a mais de 500 anos.). Por causa de uma seleção natural, ocorreram mudanças físicas anatômicas nos lobos domesticados. Os humanos influenciaram muito, ao aproximar apenas as espécies mais amigáveis.

Com o decorrer dos anos, as pessoas realizaram cruzamentos de diferentes raças com o intuito de combinar capacidades físicas especificas. A princípio eram utilizados para a caça conjunta.

Uma recente raça modificada pelo homem, através de cruzamento seletivo, é o pitbull. O objetivo era compor um animal próprio para rinha de cães, e eles tiveram sucesso nesse intento. Isso demonstra como o homem manipulou a descendência dos caninos.

Apesar dos cachorros doméstico atualmente serem bem diferentes dos lobos selvagens, é possível detectar nos cães, comportamentos próprio dos lupinos. Como a organização em matilha, a forma de ficar em alerta ao notar algo suspeito, e até mesmo a forma de tensão que o animal fica ao encontrar a caça, ficando numa posição que aponta a caça para os colegas antes de propriamente atacar. Comportamento facilmente visto num cachorro.

 

 

 

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.