Sergio Cortes noticia sobre as causas, sintomas e o tratamento da artrose

A artrose é uma doença de caráter degenerativo, que atinge atualmente cerca de 10 milhões de brasileiros, de acordo com a Sociedade Brasileira de Estudo da Dor (SBED). A região do corpo mais afetada pela doença é o joelho, por ser uma das partes que mais aguentam peso e possuir muitas articulações, informa o ortopedista Sergio Cortes.

Entre as causas mais comuns da artrose estão o sobrepeso, fatores ligados a genética, não praticar atividades físicas com frequência, sobrecarregar o uso das articulações ao praticar esportes, e por fim, o desgaste das cartilagens. Outras condições como joelhos mal alinhados e com traumas de repetição também são fatores que aumentam o risco de desenvolver a artrose.

Os pacientes que possuem artrose sentem muitas dores que, caso não tratadas corretamente, podem prejudicar o nível de qualidade de vida do indivíduo e causar danos irreversíveis, como por exemplo, uma deformação nos membros inferiores, noticia Sergio Cortes.

A faixa etária mais propensa a desenvolver a artrose é a terceira idade, devido ao envelhecimento próprio e natural do corpo. Para diminuir as chances de ter a doença, os especialistas recomendam que as pessoas se mantenham sempre dentro do peso indicado, realizem exercícios para fortalecer e alongar os músculos, tenham uma alimentação rica e balanceada e não pratiquem a automedicação, procurando o mais rápido possível a ajuda de um médico especialista caso sintam dores nessa região.

Além disso, os fumantes também possuem uma tendência maior de terem artrose, tendo em vista que o cigarro piora a qualidade do colágeno que fica nas articulações, o que leva ao desenvolvimento da doença, reporta o ortopedista Sergio Cortes.

Entre os sintomas mais comuns da doença, estão:

– Dores no joelho após algum esforço, seguido de um alívio enquanto os joelhos estiverem em repouso;

– Rigidez nas articulações do joelho durante a manhã ao se levantar ou depois de um longo período em repouso;

– Estalos no joelho ao flexioná-lo;

– Inchaços e sensação de calor, que geralmente acontecem durante a fase inflamatória da doença, noticia Sergio Cortes;

– Limitação de alguns movimentos, como o de esticar os joelhos;

– Dores ao apoiar as pernas no chão;

– Perda de força nos músculos das coxas.

Até o momento, a artrose ainda é uma doença sem cura. Contudo, existem alguns tratamentos possíveis que são capazes de amenizar as dores e as limitações provocadas pela doença. Para isso, o principal é procurar pelo auxílio médico adequado e iniciar um tratamento com os medicamentos indicados, que devem ser tomados em conjunto com a realização de exercícios físicos sob a orientação de um profissional qualificado. Desse modo, é possível inclusive evitar uma intervenção cirúrgica, reporta o ortopedista Sergio Cortes.

Ao contrário do que muitos acreditam, os pacientes que sofrem dessa condição podem e devem praticar atividades físicas, em especial os exercícios resistidos, que são aqueles responsáveis por fortalecer os músculos e alongá-los devidamente. Em contrapartida, também existem exercícios que não são indicados, que são aqueles em que é preciso dobrar e esticar os joelhos com frequência.

This entry was posted in Postagens. Bookmark the permalink.